Travar o massacre de pombos no Cartaxo

envia a mensagem

ASSUNTO: Travar o massacre de pombos QUE CONTINUA no Cartaxo

DESTINATÁRIOS: :correio@cm-cartaxo.pt, gap@cm-cartaxo.pt, geral@jf-cartaxoevaledapinta.pt, sepna@gnr.pt, secretariado.cd@icnf.pt, geral@icnf.pt, DRCNF.LVT@icnf.pt, icnf@icnf.pt, geral@dgav.pt, atendimento.davr@dgav.pt, jheitor@cm-cartaxo.pt, preis@cm-cartaxo.pt, moliveira@cm-cartaxo.pt, cdsantarem@psp.pt, defesanimal@psp.pt, no.santarem@psp.pt

CORPO DA MENSAGEM:

Exmos. senhores Exmas. senhoras

Tive conhecimento de que a gaiola/armadilha montada no Mercado do Cartaxo foi deslocada para o edifício-sede do Município do Cartaxo. A armadilha/gaiola está agora instalada numa posição/ângulo ainda menos visível do espaço exterior, o que constitui uma nova tentativa de ocultar um procedimento ignóbil e inaceitável.

Este modo de atuação, procurando esconder tal atividade da população e das autoridades, demonstra que a própria Câmara Municipal do Cartaxo tem a perfeita noção de que está a agir à revelia da legislação em vigor, e contra os princípios éticos e morais não só de quem vive ou trabalha no concelho, como da sociedade portuguesa, em geral.

Esta empresa de falcoaria utiliza o mesmo método noutros municípios com os quais firmou contrato, e para «controlar» outras espécies de aves, como pardais e estorninhos.

O erário, para o qual todos contribuímos, NÃO pode continuar a servir para subsidiar práticas ilegais, cruéis e arcaicas.

Pelo exposto, volto a rogar a V. Exas. a retirada imediata de TODAS as armadilhas para capturar pombos, libertando os animais que nelas se encontrem, e a adoção de boas práticas de controlo ético da população de animais errantes/silvestres.

Muito agradeço, desde já, a V. atenção e os V. préstimos no sentido de corrigirem esta situação, e fico a aguardar a V. prezada resposta.

Com os meus melhores cumprimentos,

ℹ️ Não te esqueças de assinar no final. Caso o botão de enviar não funcione para ti, podes copiar o texto acima e enviar pelo teu email; usa os destinatários identificados.

envia a mensagem

Atualizado: